segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Love is a puzzle

Éramos como peças de puzzle. Completávamo-nos. Éramos um só. Quando estavas triste eu estava triste, quando estavas feliz eu estava feliz, não me importava com nada mais só contigo.

Nunca estivemos realmente juntos, estavamos mas sem estar. Não era tua, nem tu meu; contudo não deixavas ninguém me ter, nem eu deixava que fosses de alguém.
Não posso dizer que tenha acabado, pois nunca começou. Todos os abraços, todas as palvavras que me dizias ao ouvido : "amor...fofinha", todos os momentos em que eu não via mais nada se não tu, era tudo perfeito só me faltava  teres dito que era tua e de mais ninguém. Mas não disseste, talvez porque também nunca o disse, mas tu sabias que eu precisava disso...


Não se pode fazer um puzzle de uma peça.

4 comentários:

  1. Conheço esta sensação tão bem. Conseguia colocar tudo o que escreveste numa fase da minha vida que felizmente passou!

    Gostei muito!
    *

    ResponderEliminar
  2. Ooh, como eu te percebo!
    E tal como tu disseste "Não posso dizer que tenha acabado, pois nunca começou." É horrível só de pensar que o que para nós significou tanto, para eles resumiu-se a um nada!
    Beijinhos (:

    ResponderEliminar